sexta-feira, 30 de outubro de 2015

O fim da era petista

PAULO SAAB
O nível de corrupção na era Lula/Dilma/PT chegou a níveis tão estratosféricos que um possível legado de benefícios ao país escorre a olhos vistos para o ralo da história
A vida é feita de fases, de eras.
Como a própria vida, tudo tem começo, meio e fim.
A era do PT no comando do Brasil esgotou-se, muito mais por incompetência e corrupção do que pela existência de uma oposição ativa. Ao contrário, o petismo foi beneficiado pela ausência de oposição significativa.
Seja por incompetência também dessa oposição, seja por rabo preso dos oposicionistas (tudo farinha do mesmo saco, dizia Jânio Quadros) ou por motivos diversos.

A era petista esvaiu-se, esgotou-se, em pleno início do segundo mandato da governanta reeleita, ou seja, o quarto governo dessa mesma era. Está caindo de podre, manchado indelevelmente pela corrupção.
Dois ex-presidentes e dois ex-tesoureiros foram presos e condenador por desvio de dinheiro público entre outras coisas. Não é só coincidência. É um fato. É uma evidência.
E no país não se faz outra coisa hoje em dia, além de definhar, do que tratar-se do impeachment de Dilma ou renuncia de Eduardo Cunha. Uma é presidente da República. O outro presidente da Câmara Federal.
O nível de corrupção na era Lula/Dilma/PT chegou a níveis tão estratosféricos que um possível legado de benefícios ao país escorre a olhos vistos para o ralo da história, colocando o dono do petismo, Lula, cada dia mais perto do cerco que se fecha contra corruptos, onde as denuncias já alcançam seus filhos, nora e familiares.
O fim da era é anunciado pelos movimentos sociais que se manifestam de forma pacífica contra o governo petista e são atacados com truculência pelos movimentos sociais financiados na era Lula pelo próprio Planalto, especialmente quando lá habitava o também todo poderoso, Gilberto Carvalho, agora igualmente envolvido em denuncias de corrupção.
No choro dos desesperados, vem o atual presidente nacional do PT, Sr.Rui Falcão, como sempre faz o petismo vítima, denunciar golpes, orquestrações e campanhas contra Lula para impedi-lo de ser candidato novamente em 2018.
A petulância é tanta que nem parece tentar esconder o sol com a peneira, mas, por certo, acreditar que os fatos sejam criados pelos adversários e não pelas incúrias, ganância, incompetência e gula do próprio petismo.
Dizer que Lula ainda é o maior político brasileiro e que muito tem a fazer pelo país e que todo o resto é campanha orquestrada contra o ex-presidente, é devaneio. Ilusão. Ou, claro, má-fé.
Pelos precedentes dos Srs. José Dirceu e José Genoíno, ex-presidentes do partido que o antecederam condenados como criminosos pela justiça brasileira, o Sr. Falcão deveria ir para casa enquanto há tempo.
Não que haja acusação pessoal contra ele, mas que seu partido foi beneficiado por verbas desviadas dos cofres públicos, isso há aos borbotões e as provas vão aparecendo.
O fim da era petista começou e não querem largar o osso.
Vão apelar, como fizeram ontem nos gramados da Esplanada para se vitimizarem e resistir ao que já está na reta final de existência.
Fosse Aécio Neves um oposicionista competente (ou o que?), sentado em 51 milhões de votos, e o petismo já tinha naufragado.

Mas agora é só questão de tempo e chiadeira ,claro.
Sem sangue, como querem alguns beneficiários das sinecuras oficiais, espera-se.
--------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar este tópico.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Faça aqui tua pesquisa!