quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Estudo revela que países esquerdistas são mais corruptos


Um estudo realizado pela ONG Transparency International, verificou a existência da corrupção no mundo. Avaliou 174 países nesta última edição, 2014, e gerou o documento Índice de Percepção da Corrupção. 
A partir da opinião de diversos especialistas no tema, são conferidas aos países notas que variam de 0 a 100. Quanto mais próxima de zero for a pontuação, mais corrupto é o setor público daquele lugar.
Nesta galeria, foram considerados apenas os países mais problemáticos, de acordo com a sua classificação geral no índice, e os destaques são a Somália e a Coreia do Norte. Ambos registraram a nota 8, considerada muito ruim. Juntos, os países ocupam a última posição no ranking, a 174ª.
Para a entidade, os resultados mostram que a corrupção é uma realidade global e nenhum país conseguiu atingir a nota máxima. A Dinamarca, por exemplo, que ocupa a 1ª posição da classificação geral, obteve 92 pontos. Já o Brasil ficou em 69º, com nota 43. 
No geral, o mapa mostra que, quanto mais pobre ou de esquerda é o país, mais corrupto é o setor público. Austrália, Suécia, Canadá - países que tem setor público orientado pela direita política, são mais transparentes e oferecem melhor condição de vida aos seus cidadãos que países como Venezuela, Coreia do Norte, Irã, que são países com orientação ideológica à esquerda. 
O estudo pode ser analisado no site da ONG (Aqui).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar este tópico.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Faça aqui tua pesquisa!