sábado, 15 de novembro de 2014

Ditadura no (…) dos outros é democracia.


Felipe Moura Brasil


A imagem e o vídeo do cinismo de Dilma, Mujica, Kirchner e Bachelet

Esta é a montagem completa que a campanha #SOSVenezuela lançou na internet:

Ditadura e Democracia

Este é o vídeo da NTN24 sobre as peças da campanha:



Estas são as declarações recentes desses líderes do continente sobre a ditadura assassina de Nicolás Maduro, cujas milícias armadas e motorizadas, sem contar muitos dos próprios guardas nacionais bolivarianos, disparam contra a população para reprimir os protestos:

Michelle Bachelet, presidente do Chile:

“Jamais apoiaremos nenhum movimento que de maneira violenta queira derrubar um governo eleito livre e constitucionalmente. Sempre há certos princípios que é preciso valorizar, que são o respeito aos direitos humanos, à democracia e à Constituição.”

Cristina Kirschner, presidente da Argentina:

“Não posso deixar de falar sobre um tema vital para a região: a tentativa de um golpe suave contra a República Bolivariana da Venezuela. Não venho defender o presidente Maduro, venho defender o sistema democrático de um país, como fizemos com a Bolívia, o Equador e como faremos com qualquer país da região, seja de esquerda, de direita, do meio ou do fundo. Democracia é respeitar a vontade do povo e ela está diretamente vinculada à paz e à vida.”

José “Pepe” Mujica, presidente do Uruguai:

“A pior realidade que pode ocorrer na Venezuela é a tentativa de encurralar o governo e dar pretexto para as Forças Armadas se moverem. Seria um erro de caráter estratégico. É preciso ajudar a ter uma saída amigável para que as Forças Armadas fiquem nos quartéis e não saiam para as ruas. Porque depois que saem… Não preciso explicar aos brasileiros o que acontece.

Dilma Rousseff, presidente do Brasil:

“Sempre nós vamos procurar manutenção da ordem democrática. Vocês vejam que quando foi o caso do presidente Lugo, houve um momento de estresse, esse momento de estresse hoje foi superado com a perfeita inclusão do Paraguai com o novo presidente eleito democraticamente, presidente [Horácio] Cartes, que, inclusive será, necessariamente, pelo rodízio, o próximo presidente do Mercosul.”
Venezuela números
Pois é. Ditadura no (…) dos outros é democracia.

E a nossa justiceira de outrora merece uma imagem à parte:
Dilma ditadura democracia

Os venezuelanos já conhecem Dilma melhor que os brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar este tópico.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Faça aqui tua pesquisa!